O Tema deste post é de grande dúvida para muitos consumidores. Tentarei listar os pós e contras das duas aquisições de maneira mais imparcial possível.

  • Quanto ao projeto:

As lojas de armários planejados normalmente possuem em seu quadro de funcionários arquitetos e designer de interiores que tendem a fazer projetos aproveitando ao máximo os espaços, respeitando o estilo dos clientes e o quanto querem gastar. Pela experiência em várias montagens e adequando a decoração, geralmente fazem projetos mais requintados e bem elaborados sem necessariamente isso significar maior custo. Os projetos são apresentados em 3D, o que possibilita melhor representação e visualização do ambiente real, geralmente com possibilidade de alteração na hora da apresentação e visualização da modificação instantaneamente.

As marcenarias normalmente fazem projetos em papel, desenhado pelos profissionais ou utilizam um projetista nas lojas de equipamentos para marcenaria. Em alguns casos, marcenarias maiores, pagam um profissional da área como arquiteto, designer de interiores ou projetista para fazer o projeto do cliente em potencial. Os projetos geralmente são apresentados em desenho manual ou impressos. 

  • Quanto ao ambiente de atendimento:

As lojas de armários planejados geralmente têm ambientes limpos com showroom, para que os clientes possam ver, tocar, manusear e se necessário testar os armários fabricados por eles, podendo assim, avaliar detalhes, padrões e qualidade.

As marcenarias geralmente não possuem locais apropriados pra atendimento aos clientes, normalmente esse atendimento é realizado onde são fabricados os armários, o que dificulta a demonstração de acabamentos finais para avaliação do cliente. Outro ponto a se considerar ao negociar com pequenas marcenarias, é que geralmente os profissionais/marceneiros/proprietários desempenham diversas atividades, quase sempre, tendo que sair pras montagens, reduzindo assim, disponibilidade pra atendimento aos clientes durante as escolhas/negociações e principalmente no pós venda, que geralmente é considerado assunto inadequado a ser tratado. 

  • Quanto à fabricação:

As lojas de armários planejados normalmente têm relação direta com os fornecedores de matéria-prima, obtendo assim maior variedade de materiais e opções de acabamento, consequentemente as novidades e lançamentos do mercado, não ficando limitada a fornecedores locais. Outro ponto importante é o maquinário sofisticado que grandes empresas empregam em seus processos produtivos. Possibilitando maior qualidade de acabamento como padrão de fabricação.

As marcenarias normalmente têm fornecedores locais que podem limitar a gama de produtos oferecidos, de acordo com a conveniência dessas empresas, além dos preços também ficarem a mercê desses fornecedores. A produção é praticamente artesanal e depende muito da experiência e costume do profissional escolhido para cada projeto, podendo variar de serviço a serviço, o padrão de qualidade empregado pelo marceneiro. Os maquinários de uma marcenaria são certamente menos modernos, pelos motivos óbvios de custo em função da demanda, além das marcenarias por muitas vezes não quererem ou conseguirem investir em equipamentos que melhorem a qualidade do produto final.

  • Quanto ao contrato, garantia, prazo de entrega e forma de pagamento:

As lojas de armários planejados normalmente possuem contratos bem redigidos, constando detalhadamente o que está incluído em cada projeto adquirido. Um contrato formalizado onde as duas partes cliente e loja assinam e se comprometem a cumpri-lo. Dando assim um respaldo e garantia civil para o cliente.

Quanto à garantia, as lojas também costumam ter esse prazo definido em contrato para maior segurança do cliente.

Os prazos de entrega podem até ser semelhantes, a diferença está na organização e comprometimento das empresas em cumpri-los. As lojas costumam cumprir prazos e detalhes constantes no pedido/contrato, sob pena de estar desguarnecida de todo o aparato disponível pra defesa do consumidor, como Procons, Juizados, etc, além da preocupação em zelar o bom nome na praça e todas as redes de internet, o que às vezes não é possível se avaliar com pequenas marcenarias.

Por fim, quanto à forma de pagamento as lojas por terem melhor relação bancária, geralmente conseguem maiores prazos, financiamentos e podem flexibilizar as formas de pagamentos, conseguindo adequar aos mais diversos bolsos.

Já na Marcenaria essa parte de organização e respaldo contratual não é uma pratica muito estabelecida. A grande maioria possui um contrato em forma de orçamento que não especifica o que realmente está incluído ou não na aquisição de cada projeto.

Outro ponto negativo na marcenaria é com relação a prazo de entrega, o prometido é bem concorrente com a loja de planejados, mas infelizmente a organização da entrega fica a mercê do profissional. Muitos marceneiros se atrapalham com o prazo da entrega, acontece que o fato de a maioria trabalhar de forma mais simples e com poucos funcionários, acabam não dando conta de todos os clientes ao mesmo tempo.

Um projeto pode ser de 10% a 30% mais barato na marcenaria, pois envolve menos custos com ponto de venda e vendedores, porém geralmente se faz um investimento maior como sinal para a compra de matéria-prima.

 

Vários são os pontos a serem analisados na compra dos armários planejados. Cabe ao cliente se sentir seguro e fazer sua compra onde melhor se identificar.